O que é ayahuasca?

A ayahuasca é uma bebida psicoativa como os já famosos cogumelos psilocybe cubensis que resulta da decocção de Banisteriopsis caapi e Psychotria viridis, plantas ricas em carbolinas (harmina ou tetrahidroharmina, entre outras) e N,N-dimetiltriptamina (DMT), respectivamente.

Confira a historia dela no Brasil

O que é ayahuasca?

O DMT é um agonista parcial dos receptores de serotonina (5-HT)1, mas também pode interagir com outros receptores.

Os efeitos alucinógenos são causados ​​principalmente pela combinação das propriedades inibidoras da monoaminoxidase A (MAO-A) das carbonilas e do DMT, o que resulta na biodisponibilidade oral deste último.

A ayahuasca tem sido tradicionalmente usada em várias comunidades da Amazônia, mas nas últimas décadas seu uso se espalhou pelo mundo, primeiro para áreas urbanas do Brasil, onde se estabeleceram religiões sincréticas como Santo Daime, União do Vegetal e Barquinha, e depois para outros contextos, incluindo vários países do mundo onde foram desenvolvidos centros de retiro de ayahuasca e/ou grupos neoxamânicos.

Sobre esse aumento do interesse público pelas cerimônias da ayahuasca, tem havido um grande interesse dos campos acadêmico e biomédico em relação aos seus potenciais efeitos à saúde, dados de estudos observacionais sugerem que a ayahuasca e seu ingrediente ativo DMT podem ter propriedades ansiolíticas.

Além disso, não foi associado ao aumento da psicopatologia ou a prejuízos no funcionamento neuropsicológico.

Um estudo clínico aberto encontrou benefícios terapêuticos significativos entre pacientes com transtorno depressivo maior (TDM) resistente ao tratamento após a administração de uma dose única de ayahuasca.

Além disso, um ensaio clínico randomizado controlado por placebo foi publicado recentemente, mostrando que, em comparação ao placebo, uma única dose de ayahuasca foi associada a reduções significativas nos sintomas depressivos em pacientes com TDM.

Os mecanismos pelos quais a ayahuasca produz efeitos terapêuticos não são completamente compreendidos. Primeiro, o DMT é amplamente encontrado em plantas e mamíferos, incluindo humanos.

Atua como agonista parcial nos receptores 5-HT, e vários estudos têm demonstrado que o sítio do receptor 5-HT2A pode ser o principal alvo.

Além disso, estudos de neuroimagem mostram que os efeitos neurais da ayahuasca, em indivíduos saudáveis ​​e depressivos, são mediados por áreas cerebrais ricas em receptores 5-HT2A.

o que é ayahuasca.jpg

No que diz respeito às carbolinas, elas também apresentam potenciais efeitos neuroprotetores.

Se este artigo te ajudou a entender um pouco mais sobre o vinho dos mortos, mais conhecido como chá de Santo Daime, não deixe de compartilhar.

Acredite no poder de cura que a natureza tem a nos oferecer, busque conhecimento, compartilhe conhecimento!

>>